O concurso à Bolsa Fulbright para Investigação decorreu de janeiro a abril de 2020, para o ano académico de 2020/2021.

O Comité de Seleção, composto por membros do Conselho Diretivo da Comissão, nomeou para esta primeira edição do concurso três candidatos(as), de três áreas científicas:

  • Cláudia Costa de Neurociências;
  • Emily Lange de Relações Internacionais;
  • Jaime Marques Pereira de Economia.

Congratulamos os(as) três novos(as) bolseiros(as) Fulbright, que vão iniciar os seus programas de investigação nos Estados Unidos já a partir de janeiro de 2021, respetivamente, na Universidade de Pittsburgh (no Estado de Pennsylvania), na  Universidade de Notre Dame (no Estado de Indiana) e na Universidade de Stanford (no Estado da California).

A Comissão Fulbright regozija-se com estes resultados para a sua Bolsa de Investigação, que tem como principal objetivo apoiar a realização de projetos de investigação em universidades ou centros de investigação nos Estados Unidos da América, com uma duração de 4 a 9 meses.

O concurso terá nova edição para o ano académico de 2021/2022 e os requisitos necessários à candidatura são os seguintes:

  • Ter nacionalidade portuguesa.
  • Não ter beneficiado anteriormente de uma bolsa do Programa Fulbright.
  • Não ter residido nos EUA durante um período igual ou superior a 5 anos, nos 6 anos anteriores à data do concurso.
  • Não ter dupla nacionalidade, portuguesa e norte-americana.
  • Não possuir autorização de residência (green card) nos EUA.
  • Não possuir visto para os EUA válido entre a altura do concurso à bolsa e o início do período de estadia nos EUA.
  • Ser licenciado(a).

Os(as) candidatos(as) que reúnam estas condições, têm ainda que apresentar uma affiliation letter, isto é, uma carta  de aceitação por parte da instituição norte-americana de acolhimento, três cartas de recomendação e o diploma ou certificado de notas dos graus académicos concluídos.

Desejamos aos Fulbrighters um excelente trabalho! Mais uma vez, Parabéns!

Cláudia Costa

Under the scope of her PhD in Neuroscience, as a vestibular rehabilitation physical therapist, Cláudia will study the effect of visual environmental complexity and its impact on persons living with dizziness. Her focus is on the clinical implications on how the environment affects persons with dizziness. Visiting the Balance Lab of the Department of Physical Therapy at the University of Pittsburgh will consolidate a research model and enhance the understanding of vision and its effect on postural control and quality of life.

Emily Lange

Emily believes Martin Wight’s description of “international revolutions” can help us better understand international relations today. Taking the United States as a case study, her goal is to develop “Wightian power transitions” (those with doctrinal/ideological overtones to them) to test whether we are undergoing a “Wightian power shift”.

Jaime Marques Pereira

Jaime studies Political Economics and wants to specialize in issues connecting media with political outcomes such as voters’ and politicians’ behavior. While visiting Stanford’s Economics Department, Jaime will be able to interact with leading scholars from his field and further develop a media-focused research agenda.

Partilhar: