«O meu sonho de vir estudar para os EUA começou no sétimo ano e durante muito tempo foi apenas isso, um sonho, distante, inalcançável, um objetivo pelo qual tinha que lutar todos os dias. Desde setembro deste ano que o sonho é realidade, acordo todos os dias e faço a minha vida como um estudante da Universidade de Boston. Devo muita coisa à minha família e aos meus amigos, mas também à Fulbright.

O percurso das candidaturas foi talvez o maior período de stress pelo qual passei até hoje, e nunca teria conseguido chegar ao fim se não fosse o Competitive College Club, e claro, os seus membros, entre os quais conto com alguns dos meus melhores amigos hoje. Durante os quase 12 meses em que participei neste Clube, tive o prazer de todas as semanas estar presente nas suas sessões, quer estas fossem as do Book Club, apresentado sempre por alunos universitários americanos, e os seus debates cativantes sobre a sociedade e a forma em como vivemos; quer fossem as excelentes sessões informativas conduzidas pela equipa da Fulbright.

Olhando agora à distância, consigo afirmar com plena certeza de que estas sessões fizeram com que eu fosse capaz de realizar o meu sonho. Sem elas, provavelmente teria ficado preso algures no meio da Common App, ou ainda pior, nas inacabáveis páginas do CSS Profile.

Contudo, o que verdadeiramente fez esta experiência valer a pena foram as pessoas que fiquei a conhecer, e tudo aquilo que passei com elas, desde as idas à gelataria depois das sessões, ao stress da espera silenciosa antes de entrar nos SATs. Estou eternamente grato à Fulbright por me ter possibilitado estes momentos, e por me ter ajudado a alcançar o meu sonho.»

Vitor Vicente, dezembro de 2019

Vitor Vicente participou no programa Competitive College Club no ano 2018 e foi admitido na Universidade de Boston com ajuda financeira.


Partilhar: