Para alargar as possibilidades de admissão convém candidatar-se a mais do que uma universidade. É aconselhável criar uma tabela com um resumo das informações mais importantes sobre as universidades a que pretende candidatar-se (requisitos, prazos de candidatura, etc.) para poder controlar o estado de cada candidatura. O prazo para aceitação de candidaturas é definido pela universidade e pode variar entre novembro e março, ou decorrer ao longo do ano (rolling admission),

Geralmente, o processo de candidatura inclui os seguintes elementos:

– Documentos comprovativos das habilitações

Deverá apresentar o certificado de conclusão do ensino secundário e também o certificado de notas relativo aos 9º, 10º, 11º e 12º anos, já que nos EUA o 9º ano é considerado parte do ensino secundário. O modo de envio desta documentação varia consoante as universidades, mas é cada vez maior o número de universidades que recorrem ao serviço do Common Application, sendo que nesse caso cabe ao counselor, ou diretor de turma, proceder ao envio digital dessa documentação em nome da escola.

– Testes de admissão

TOEFL/IELTS

Se o inglês não é a sua língua mãe, ser-lhe-á pedido que faça o Test of English as a Foreign Language (TOEFL inscrição exclusivamente através da página do exame em www.toefl.org) ou o IELTS – www.ielts.org.

SAT
Geralmente também é necessário realizar o exame SAT (exame de acesso ao ensino superior norte-americano). Este teste é feito em Portugal na Escola Americana (no Linhó, Sintra) e a inscrição é feita exclusivamente através da página www.collegeboard.org

– Cartas de recomendação

O número de cartas necessárias varia de acordo com a universidade. Deverá pedir as recomendações a professores que possam escrever sobre as suas capacidades e potencial intelectual. Nos EUA, geralmente as cartas são confidenciais, ou seja, quem as escreve sabe que a carta não será lida pelo estudante e isso acrescenta valor a este documento. As cartas devem ser enviadas nos moldes definidos pela instituição a que se candidata. No caso do Common application, cabe ao professor que escreve a carta submetê-la no espaço designado para o efeito.

– Textos de motivação

É habitualmente pedido que redija um ou mais textos sobre os motivos da sua candidatura e os seus objetivos de estudo, ou outros temas. Estes textos, normalmente denominados “Statement of Purpose” ou “Personal Statement”, são uma parte muito importante da candidatura por serem dos poucos elementos em que o candidato pode fazer uso da sua palavra para assegurar aos avaliadores de que é bom candidato.

– Entrevista

No caso de a universidade pedir que faça uma entrevista, esta pode ser realizada por telefone ou skype, ou ainda por um antigo aluno da universidade a que se candidata. No entanto, poderá haver universidades que exijam uma entrevista presencial e nesse caso será necessário viajar até aos EUA.

– Candidatura a ajuda financeira

Deverá informar-se sobre as condições e prazos aplicáveis à candidatura a ajuda financeira. As universidades oferecem ajuda financeira com base em diferentes critérios, pelo que é necessário explorar exaustivamente essa informação nas páginas das universidades. As universidades que oferecem ajuda financeira a estudantes internacionais pedem geralmente o envio do formulário CSS profile, um documento disponível na página do College Board.

– Custos envolvidos

Cada candidatura implica o pagamento de uma taxa de candidatura, não re-embolsável, e dos custos inerentes ao processo (originais e cópias autenticadas de documentos, traduções, relatórios suplementares de resultados nos testes de admissão, etc.).

Partilhar: