Reconhecimento nos EUA de diplomas portugueses

Neste artigo encontrará informações sobre como se processa o pedido de reconhecimento nos EUA de diplomas portugueses, mas também informações sobre a obtenção de uma licença profissional (se for caso disso) junto da respectiva ordem profissional, sobre a legislação estadual e informação estatística sobre as diferentes categorias profissionais.

Nos EUA não existe uma única autoridade nacional com competência para reconhecer diplomas estrangeiros como acontece, por exemplo, em Portugal. (Ler mais informação na página do Departamento de Educação dos EUA)

Assim, para ver reconhecido nos EUA um diploma obtido em Portugal, geralmente é necessário o seguinte:

1. Certificação dos documentos de estudo ainda em Portugal através de uma das seguintes formas:

    a. Serviço de Apostila de Haia da Procuradoria-Geral da República; ou,
    b. Serviço notarial da Embaixada dos EUA em Lisboa. É pouco frequente haver necessidade de recorrer a este serviço para efeitos de certificação das habilitações académicas.

2. Saber junto da entidade que irá receber os documentos que outros requisitos poderão ser necessários.

  • Documentos para serem entregues numa escola ou universidade: Será, em princípio, necessário enviar uma tradução notarizada dos documentos. Para contactos de empresas de tradução, ver separador relacionados em baixo.
  • Documentos para obtenção de emprego: Os requisitos serão definidos pelo próprio empregador.
  • Profissões que exigem a obtenção prévia de uma licença profissional: O interessado deverá contactar a respectiva ordem a fim de tomar conhecimento dos passos necessários à obtenção dessa licença. Poderá saber qual a ordem profissional que terá que contactar para efeitos de certificação profissional através da página do Occupational Outlook Handbook (link).

MÉTODOS ALTERNATIVOS:

  1. Algumas universidades norte-americanas pedem, em alternativa ao processo acima descrito, que os documentos sejam avaliados por uma agência externa que denominam Credential Evaluators. Nesse caso, o interessado deverá informar-se se, da parte da universidade a que se candidata, existe alguma preferência a nível das agências. A informação sobre essas agências está disponível na página da NACES.
  2. Se a universidade portuguesa emitir os documentos de estudo já em inglês e se os puder inserir num envelope da universidade, fechado e assinado ou carimbado na aba do envelope, e entregá-lo dessa forma ao estudante, isso facilitará a aceitação dos documentos por parte das entidades norte-americanas, já que é dessa forma que os documentos académicos são considerados official nos EUA.

Fontes de informação importantes:

Lista dos governos norte-americanos por estado (link). É geralmente na página sobre a educação que cada estado faz referência aos requisitos obrigatórios para a prática de determinadas profissões.

Página do Occupational Outlook Handbook (link). Contém informação específica sobre a formação e licenças necessárias para várias profissões.

Links nas Redes

Subscreva Fulbright

Receba as novidades e destaques da Fulbright no seu email:

education_usa
Iniciar Sessão